Milagre na sala de emergência após oração da família…

Veja o que acontece quando colocamos a oração na frente de tudo.

Um homem de 63 anos, foi testemunha do poder da oração após ser considerado morto e ressuscitar milagrosamente. Segundo o médico do hospital, ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e chegou praticamente sem vida no Serviço de Pronto Atendimento.

“Chegou sem sinais vitais com o coração parado e pupilas dilatadas. Imediatamente demos início à massagem de ressuscitação cardiopulmonar. O quadro clínico evoluiu e começamos a utilizar o desfibrilador. Foi aproximadamente uma hora de reanimação, com ele oscilando entre tendo pulso e não tendo”, contou o médico.

Depois de apresentar sinais de morte cerebral, o médico abriu o protocolo de óbito e deu a informação à família. “Foi um desespero. A família entrou na sala de emergência e orou. Depois que saíram, na preparação para retirar os tubos, uma coisa que na medicina a gente não explica, observei nele a presença de pulso”.

Os procedimentos de reanimação começaram a ser feitos novamente. “Uns 15 a 20 minutos depois o paciente retornou a vida. E voltou avidamente com os parâmetros vitais, pupila normal e pulso forte. Nesse momento, quando houve essa dádiva de Deus, nós restituímos e estabilizamos o paciente”, relata o médico.

De acordo com um familiar, o funeral chegou a ser planejado pela família. “Quando recebemos a notícia que ele voltou a ter pulso, mais ou menos meia hora depois, foi um choque. Um colega de trabalho dele chegou a desmaiar e as filhas deles começaram a chorar. Um desespero total e muita alegria”, revelou.

Ele foi transferido para outro hospital, onde foi diagnosticado com edema cerebral, mas seu quadro clínico é estável. “Confiamos acima de tudo em Deus, pois para Ele nada é impossível”, disse seu parente.

“Nem todos os dias são fáceis, mas entregá-los todas as manhãs a Deus me faz ter a certeza de que Ele está no controle de tudo.”

Amém…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.