4 motivos para você perdoar seu parceiro, segundo a Bíblia

Viver a dois é mais que uma troca contínua de experiências. É administrar recursos financeiros, encarar frequentes obstáculos, superar as adversidades e concretizar sonhos comuns e individuais. Somente compartilhando tudo isso, chega-se à felicidade. Os dois lados envolvidos precisam deixar a liberdade do passado, abrir mão dos privilégios individuais e literalmente dividir a vida com quem se ama.

Porém, conviver entre duas pessoas pode ser complicado e uma vida conjugal é fundamental para alcançar a plenitude. Para enfrentar as lutas e as dificuldades, de modo que os encantos de uma vida a dois sejam maiores que os problemas, deve haver muita compreensão, carinho, abnegação, dedicação, comprometimento, resiliência e empatia. Com a chegada dos filhos, as responsabilidades e o trabalho dentro de casa aumentam, a desordem é cada vez maior, aparece o desgaste da relação a dois e diminui a alegria por estar junto da pessoa amada.

Seres humanos são sujeitos a falhas e são elas que ajudam no desenvolvimento e progresso individual. A maneira como a própria pessoa lidar com o erro e com o arrependimento garantirá o crescimento. Mas, como um casal é feito de duas pessoas, a forma como o cônjuge enfrenta o erro e o arrependimento do outro também influência no desenvolvimento de cada um.

Tem muitas razões para o perdão, seja o erro que for. Para cristãos, a Bíblia oferece razões religiosas, mas que também podem ser consideradas sociais. Seus ensinamentos, quando praticados, ajudam na escalada do aperfeiçoamento e podem garantir maior alegria na existência.

Conheça agora 4 razoes bíblicas para ajudar você a superar esse momento…

 

1- A pessoa se arrependeu:

Este é um motivo óbvio, pois Jesus Cristo ensinou anteriormente em Mateus 7:12 a regra de ouro, de fazermos aos outros o que gostaríamos que fosse feito a nós. E mais específico em Lucas 17:3 Ele disse: “E, se teu irmão pecar contra ti, repreende-o e, se ele se arrepender, perdoa-lhe”.

2- Para que o inimigo não vença:

Paulo, em sua segunda carta aos Coríntios, capítulo 2, versículo 10 disse que perdoava aqueles a quem a igreja havia perdoado. Em suas palavras: “E a quem perdoardes alguma coisa, também eu; porque, o que eu também perdoei, se é que tenho perdoado, por amor de vós o fiz na presença de Cristo; para que não sejamos vencidos por Satanás”. Onde há perdão existe o amor de Deus e onde não há, o inimigo marca sua presença.

3-  Para obter prosperidade:

O casal que se arrepende de seus erros e perdoa um ao outro traz para si algo de muito valor: bênçãos de prosperidade. Em 2 Crônicas 7:14 está escrito que “e se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra“. O perdão ao cônjuge trará benefícios também ao que perdoa.

4- Reconheça que você tem falhas também:

Devemos reconhecer que somos imperfeitos. “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” (Romanos 3:23). Talvez não pecamos da mesma maneira que o nosso cônjuge, mas pecamos em algum momento de nossa vida. Ao perdoar o cônjuge devemos resistir à tentação de comparar nossos pecados aos dele. Jesus sofreu por todos os pecados que nos impedem de ter um relacionamento íntimo com Deus. Por isso peça ajuda ao Senhor para lhe mostrar o que você precisa melhorar no casamento e para perdoar da mesma forma que você busca o perdão.

Faça o possível para perdoar. Os benefícios são muitos… Deus Agradece.

“Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Eu digo a você: Não até sete, mas até setenta vezes sete. ”

Mateus 18:21-22

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.